FANDOM


Autora: Amanda Farah Ribeiro

Colaboradores: Andressa Moreira Iwanusk, Gisele Stellutti Soriano


Anestesia Geral Editar

Tecanest fig1

Fonte: http://www.gettyimages.pt

A anestesia geral possui quatro componentes do estado anestésico: hipnose (inconsciência), amnésia (perda de memória), analgesia (não sente dor) e relaxamento muscular.

É usada para deprimir, de maneira reversível, o sistema nervoso central (SNC) num grau suficiente para se obter a anestesia para uma cirurgia ou outro procedimento que possa causar.

A intensidade da depressão do SNC é dada pela concentração do fármaco administrado no paciente. A depressão se dá pela perda de memória, juízo e consciência, falta de coordenação muscular, impulsos motores e sensoriais, e inibe os centros respiratórios e circulatórios.

Por deprimirem os centros respiratórios, é necessário realizar a respiração mecânica durante a anestesia geral para entrada de oxigênio e saída de gás carbônico. A taxa de oxigenação é constantemente monitorada pelo anestesiologista. A intubaçao pode ser feita pela boca (orotraqueal), pelo nariz (nasotraqueal) ou direto na traquéia (traqueostomia)

Essa técnica anestésica é indicada para procedimentos de longa duração ou quando a condição do paciente exige mais cuidados (crianças, obesos, ansiosos...).

A anestesia não permite que o cérebro receba informações dos nervos, consequentemente, o paciente permanecerá dormindo e sem dor durante o procedimento.

Os fármacos anestésicos gerais são bastante perigosos, portanto, exigem grande cuidado durante sua administração.

A sua administração é feita de duas maneiras:

- Intravenosa: pode ser realizado um único bolo (dose alta de um medicamento administrada em curto período de tempo) e repetir a dose necessária, podendo ser intermitente(com intervalos) ou contínua.

Exemplos de fármacos- Propofol, Diazepam, Tiopental, Midazolam, Cetamina, Etomidato.

-Inalatória: vários líquidos e gases voláteis podem induzir à anestesia. Um grande problema que apresentam é que possuem baixa taxa de segurança, ou seja, há toxicidade causada pelos efeitos colaterais, característicos de cada fármaco. Devem ser usados com aparelhos próprios como vaporizadores, para que esses fármacos sejam absorvidos pelos pulmões e depois caiam na circulação sanguínea para atuar seu efeito anestésico no sistema nervoso central e nos tecidos.

Exemplos: Óxido nitroso, halotano, isoflurano, sevoflurano, desflurano.

Recuperação: Após a cirurgia, o anestesista pode injetar medicamentos para reverter a anestesia e o paciente acordará rapidamente. A respiração mecânica é retirada assim que o paciente esteja em condições de respirar sozinho. Após isso, o paciente é encaminhado para sala de recuperação, onde será monitorado. No início pode haver náuseas, desconforto na garganta pela intubação e sensação de confusão ou desorientação, que passará rapidamente.


Anestesia Local Editar

Nessa técnica há a interrupção da condução nervosa (sensitiva e motora) no local onde se desejam evitar ou aliviar a dor, sem perda de consciência ou diminuição dos controles vitais, por meio do bloqueio reversível do potencial de ação. Então, diz-se que o local de ação dos anestésicos locais é na membrana celular, pois diminuem a permeabilidade ao Na+ (íon sódio) deixando a condução do impulso nervoso mais lenta até sua interrupção.

Em geral, as preparações anestésicas locais contêm uma substância que comprimem os vasos sanguíneos no local, como a epinefrina, o que dificulta a absorção do fármaco pelo sangue e a sua destruição no corpo. Isso fará reduzir sua toxicidade em todo o organismo.

Após seu uso, há recuperação completa da função nervosa sem lesão às fibras ou células nervosas, ou seja, o paciente voltará a sentir dor e sensibilidade normalmente.

Efeitos indesejáveis: São bastante nocivos os efeitos tóxicos, se usados de maneira incorreta. Pode haver, após a absorção sistêmica, a estimulação do sistema nervoso central (inquietação, tremores), alterações cardíacas (fibrilação, aumento dos batimentos) ou alguma alergia ao anestésico (casos raros).

Exemplos: Bupivocaína, Lidocaína, Procaína, Cocaína, Prilocaína, Ropivacaína,Tetracaína...


VIAS DE ADMINISTRAÇÃO:

Tecanest fig2

Fonte: http://www.incatelaser.com.br

- Tópica: O creme ou líquido com anestésico é aplicado diretamente no local, gerando anestesia nas membranas, mucosas do nariz, boca, genitais, esôfago, árvore traqueobrônquica e garganta. Atingem rapidamente a circulação e seu efeito Máximo ocorre de 2 a 5 minutos após aplicação.


- Infiltrativa: Injeção direta do anestésico no tecido sem levar em conta os nervos da pele. Pode ser mais super ficial, atingindo somente a pele, como também mais profunda, incluindo órgãos abdominais. Possui certa desvantagem, pois é preciso uma grande quantidade do anestésico para uma pequena área, podendo ocorrer reações tóxicas. Há possibilidade de se fazer pela injeção intravascular, no vaso sanguíneo fechado por um garrote (amarrando o membro com um elástico) que faz com que o anestésico não chegue à circulação do corpo inteiro, mas sim só do local onde se deseje ter anestesia. Promove uma anestesia rápida junto com relaxamento muscular.

- Bloqueio de campo: atinge maior área de anestesia da pele, comparando com a técnica infiltrativa, pois a aplicação é feita perto de ramos terminais maiores dos nervos.

Tecanest fig3

Fonte: http://www.auladeanatomia.com


- Bloqueio do nervo: Éfeito no tronco nervoso principal, o que impede que o impulso nervoso seja propagado para as ramificações desse tronco. Também pode contemplar somente um nervo maior, o que também impede a propagação posterior. Pode ser realizados nos plexos braquiais (cirurgia no braço ou ombro), cervicais (cirurgia no pescoço), nervo ciático e femoral (cirurgias abaixo do joelho), etc.



-

Tecanest fig4

Fonte: http://iriamstar.wordpress.com

Raquidiana: Injeção no espaço subaracnóideo da coluna vertebral, portanto o anestésico entrará em contato diretamente com o líquor. O paciente deve ficar deitado de lado ou sentado para a introdução do anestésico na coluna. É indicado para procedimentos de curta duração e possui o efeito inicial mais rápido. Existem diversos fatores que influenciam a altura do bloqueio, pela distribuição do anestésico pelo líquido cefalorraquidiano, como: anatomia da coluna, idade, posição do paciente, peso, altura, local da injeção, quantidade do anestésico, etc.

Efeitos adversos: Infecções do líquor, pela entrada de microorganismos pela agulha, também pode haver dores de cabeça pós-bloqueio pela saída de líquor, essa dor passará com o repouso.




Tecanest fig5

Fonte:http://caminhandocomciencia.blogspot.com

- Epidural: Injeção do anestésico no espaço peridural (entre dura-máter e ligamento amarelo da coluna vertebral na região sacral (caudal), lombar, torácica ou cervical. Há possibilidade de inserir um cateter para uma introdução do anestésico de maneira contínua ou em períodos. A altura da anestesia não está relacionada com a posição do paciente, como na raquidiana.

A técnica mais usada é a de perda de resistência; essa resistência é a que o ligamento amarelo exerce, havendo um livre fluxo para injeção.
a adição de adrenalina aumenta a duração da anestesia.

É bastante usada para aliviar as dores do parto, pois reduz a sensação de dor da parte inferior do corpo. Atuam nas raízes dos nervos espinhais.

Efeitos adversos: pode ocorrer uma grande diminuição da pressão arterial, intensa dor de cabeça se houver saída de líquido espinhal, dores nas costas ou no local da injeção, entre outros.


Referências bibliográficas Editar

BRAZ, J.R.C., CASTIGLIA, Y.M.M. Temas de anestesiologia para curso de graduação em medicina. São Paulo: Editora UNESP, 1992.

HARDMAN, J.G.; LIMBRID,L.E.(ED.) Goodman e Gilman as bases farmacológicas da terapêutica. 10.ed. Rio de Janeiro: Mac GrawHill, 2003.

YAMASHITA, A.M.; TAKAODA, F.; AULER JR., J.O.C. et al. Anestesiologia - SAESP. 5. ed. São Paulo: Editora Atheneu: 2000.


Links relacionados Editar

1- ANESTESIA GERAL | Como funciona e quais os riscos: http://www.mdsaude.com/2010/10/anestesia-geral.html

2 - Anestesia: http://www.santalucia.com.br/cirurgia/anestesia.htm

3 - Anestesia e você! :http://www.e-anestesia.med.br/anestesia_e_vc.htm

4 - Tudo sobre anestesia: http://www.bancodesaude.com.br/saude-homem/tudo-sobre-anestesia

5 -Methods of Anesthesia: http://www.netwellness.org/healthtopics/anesthesiology/anesthesiamethods.cfm

6 - Dúvidas sobre anestesia: http://www.saes.net.br/duvidas-sobre-anestesia/

--AmandaFarah 16h55min de 1 de dezembro de 2011 (UTC)

Interferência de bloqueador de anúncios detectada!


A Wikia é um site grátis que ganha dinheiro com publicidade. Nós temos uma experiência modificada para leitores usando bloqueadores de anúncios

A Wikia não é acessível se você fez outras modificações. Remova o bloqueador de anúncios personalizado para que a página carregue como esperado.